sexta-feira, 27 de julho de 2018

Governo de PE vai custear traslado de corpo e entrar com representação em corte internacional

Segundo o secretario de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, o Instituto de Medicina Legal da Nicarágua já realizou a perícia do corpo e deve emitir, em breve, o atestado de óbito para a liberação definitiva
Pedro Eurico
Pedro EuricoFoto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco
Governo de Pernambuco irá custear o traslado do corpo da estudante Raynéia Gabrielle Lima, 31, morta na última segunda-feira (23) em Manágua, capital da Nicarágua. Segundo o secretario de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, o Instituto de Medicina Legal da Nicarágua já realizou a perícia do corpo e deve emitir, em breve, o atestado de óbito para a liberação definitiva.

"O Estado assumirá, por ordem do governado Paulo Câmara, o pagamento do traslado do corpo e da urna funerária. Estamos discutindo a questão do pagamento, se vamos enviar o valor para a embaixada brasileira em Manágua ou se o Governo do Estado vai pagar diretamente à casa funerária", contou Pedro Eurico.

Leia também:
Não podemos admitir morte de brasileira na Nicarágua, diz Temer
Mãe de estudante morta na Nicarágua reclama de falta de apoio
Polícia da Nicarágua nega tiros de paramilitares contra brasileira

Ainda de acordo com o secretário, não há previsão de quando o corpo chegará ao Recife. "Não podemos fixar o dia e a hora que o corpo vai chegar, mas será o mais breve possível. Nós já estamos também com o orçamento para o embalsamamento e o transporte, que será feito pela Copa Airlines, que tem voos regulares de Managuá para o Panamá e de Panamá para o Recife", disse. O voo de Manágua para o Panamá dura 40 minutos. Do Panamá para o Recife, serão mais seis horas e meia de voo. "A Secretaria de Planejamento já está tomando todas as providências. Não haverá necessidade de procedimentos licitatórios porque a Copa Airlines é uma empresa instalada no exterior e única", pontuou.

Ao chegar ao Recife, o corpo deve seguir diretamente para o sepultamento, que ficará sob responsabilidade da família da vítima. O enterro de Raynéia deve acontecer no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife.

Representação
O Governo de Pernambuco irá entrar com uma representação na Corte Interamericana de Direitos Humanos solicitando a apuração da causa mortis de Raynéia Gabrielle. 

"Estamos encaminhando a representação para o Ministério das Relações Exteriores, que fará o encaminhamento direto para a corte. O Governo de Pernambuco exige explicações, porque as informações, mesmo ainda sem muita confirmação, é de que se tratou de um atentado", disse o secretário. "Nós, que somos democratas, não podemos aceitar que um cidadão brasileiro, uma pernambucana, seja assassinada por motivação de natureza presumivelmente de ordem política", acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário