segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Na administração do prefeito Alexandre Arraes distritos de Araripina receberam diversas obras


A prefeitura de Araripina interiorizou administração nos distritos através de várias obras, como quadras poliesportivas cobertas, ruas calçadas, saneamento básico, sinal de telefonia celular no Morais e Nascente, quadra de eventos no distrito de Lagoa do Barro, reforma do açougue de Gergelim e a creche na Vila Serrania. É administração do prefeito Alexandre Arraes, sempre pensando em quem mais precisa.

A charge do dia



A última chance de Dilma Rousseff

Rousseff, em ato em Brasília na véspera do julgamento. ANDRESSA ANHOLETE AFP
Presidenta afastada ficará, pela primeira vez, frente a frente com seus julgadores para se defender
El País: Talita Bedinelli e Afonso Benites
Quando Dilma Rousseff cruzar o salão de carpetes azuis do Senado Federal na manhã desta segunda-feira estará a minutos de encarar, de uma só vez, todos os seus 81 julgadores. Será a primeira vez nesses 271 dias de investigação no Congresso que a presidenta afastada se defenderá pessoalmente das acusações de que cometeu crime de responsabilidade fiscal. E também a última chance que ela terá para convencer alguns poucos senadores indecisos de que merece ficar no cargo. Este será o ponto alto do histórico julgamento da chefe de Estado.
Rousseff entrará no Congresso acompanhada de uma comitiva de 20 pessoas, formada pelos ex-ministros e congressistas que permaneceram ao seu lado mesmo após seu afastamento, em 12 de maio, e que participaram ativamente de sua preparação. Ela se sentará na mesa da presidência duas cadeiras à esquerda do ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que comanda o júri. E por 30 minutos -que podem marcar seu último discurso como presidenta do Brasil -trará uma fala "emocionante", garantem  seus apoiadores, com o objetivo de reverter ao menos os seis votos que precisa para ser inocentada do crime de responsabilidade fiscal.
José Eduardo Cardozo, seu advogado e ex-ministro da Justiça, afirma que ela privilegiará em sua fala mais aspectos políticos do que jurídicos, debatidos à exaustão nos três dias iniciais de julgamento. Seus apoiadores pretendem ainda explorar o simbolismo de tê-la, mais uma vez, questionada por pessoas que, segundo dizem eles, atentam contra a democracia, como aconteceu quando Rousseff foi presa e torturada na ditadura militar (1964-1985). "Ela é vítima novamente, como na juventude, quando enfrentou a ditadura para lutar pela reconquista da democracia no país", afirma a senadora petista Fátima Bezerra. 
No bunker que se transformou o Palácio da Alvorada nos três últimos meses, Rousseff esteve cercada de Aloizio Mercadante, Jacques Vagner, Miguel Rossetto, Ricardo Berzoini e Eleonora Menicucci, que ao lado dos senadores Kátia Abreu -uma das mais empenhadas em sua defesa no Congresso Nacional - e de Armando Monteiro formam o time de ex-ministros que a auxiliaram com os dados de suas pastas.
Com a munição deles, ela apresentará a defesa de seu Governo e da decisão de remanejar o Orçamento para não prejudicar áreas importantes para a população. Os mesmos senadores que a prepararam são os que formularão as questões que ela responderá. Em uma metáfora esportiva, os parlamentares levantarão a bola para ela cortar.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Datafolha Recife: PT e PSB disputam liderança pela PCR

Folha de S.Paulo
O ex-prefeito João Paulo Lima (PT) e o prefeito Geraldo Julio (PSB) lideram a sucessão para a Prefeitura de Recife e disputariam o segundo turno, aponta o Datafolha.
João Paulo tem 32% das intenções de voto. Lidera numericamente, mas em situação de empate técnico com Geraldo Julio, que tem 28%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.
Daniel Coelho (PSDB) aparece em terceiro com 10%, seguido de Priscila Krause (DEM) com 6%. Edilson Silva (PSOL) marca 3%, enquanto Carlos Augusto (PV) tem 1%. Simone Fontana (PSTU) e Pantaleão (PCO) não pontuaram. Ao todo, 13% dos eleitores disseram que vão votar branco ou nulo e 7% afirmam que estão indecisos.
Na pesquisa espontânea, na qual os nomes dos candidatos não são citados, João Paulo aparece com 13% contra 12% de Geraldo Júlio.
Apadrinhado de Eduardo Campos, morto em 2014, Julio disputa a reeleição sustentado por coligação de 20 partidos e apoio do governador Paulo Câmara (PSB).
João Paulo –prefeito entre 2001 e 2008– é uma das principais esperanças do PT nas capitais no momento em que a sigla enfrenta o processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.
AVALIAÇÃO DO PREFEITO
O Datafolha também mediu a popularidade da gestão do prefeito Geraldo Julio. A administração do prefeito é aprovada por 30% do eleitorado. Outros 45% consideram que a gestão é regular. Já 22% dos eleitores dizem reprovar a gestão. Entre os entrevistados, 3% não quiseram opinar.
O levantamento foi feito entre os dias 23 e 24 de agosto e ouviu 815 eleitores do Recife.

Atentado suicida atribuído aos curdos mata 11 policiais na Turquia

Onze policiais morreram no atentado e 78 pessoas ficaram feridas, entre elas 75 policiais e três civis

O carro-bomba explodiu a 50 metros do edifício, em um posto de segurança, segundo a agência de notícias
O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, prometeu represálias contra os autores do atentado com carro-bomba atribuído aos rebeldes curdos que deixou nesta sexta-feira 11 mortos na cidade de Cizre, perto da fronteira com a Síria. Este ataque ocorreu no início da manhã, num momento em que do outro lado da fronteira forças turcas realizam, pelo terceiro dia consecutivo, uma ofensiva militar ao mesmo tempo contra curdos sírios e contra extremistas do Estado Islâmico (EI).
Onze policiais morreram no atentado e 78 pessoas ficaram feridas, entre elas 75 policiais e três civis, informou um comunicado do governo da província de Sirnak, onde se localiza Cizre. Um primeiro balanço informava sobre oito mortos e 45 feridos. "Às 06h45 (00h45 de Brasília) um atentado suicida com carro-bomba foi lançado pelo grupo terrorista PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) contra o imóvel da polícia antidistúrbios", afirma o comunicado.
"Daremos a resposta que estes criminosos cruéis merecem", declarou Yildirim em uma coletiva de imprensa. "Nenhuma organização pode tomar a Turquia como refém". O atentado destruiu o quartel-general das forças anti-distúrbios, de onde se erguia uma longa coluna de fumaça, segundo as imagens divulgadas pela televisão. A região de Cizre, com 100.000 habitantes, está situada a 2 km da fronteira com a Síria.
O carro-bomba explodiu a 50 metros do edifício, em um posto de segurança, segundo a agência de notícias. As forças de segurança turca são alvos frequentes dos ataques do PKK.Desde julho de 2015, quando foi suspenso o cessar-fogo entre o governo e o PKK instaurado em 2013, os atentados curdos deixaram dezenas de mortos entre as fileiras policiais e militares. O PKK intensificou os ataques nas últimas semanas depois do golpe de Estado frustrado contra o presidente Recep Tayyip Erdogan de 15 de julho.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

BRAZA BIHUM ASSUME SECRETARIA DE AGRICULTURA DA PREFEITURA DE ARARIPINA

Na manhã desta segunda-feira, 22, o prefeito de Araripina, Alexandre Arraes, deu posse ao novo Secretário Municipal de Agricultura, Braza Bihum, que assumiu a pasta em lugar de Maurício Lago, que terá a missão de continuar cuidando dos projetos importantes e que estão sendo executados no município.
Braza Bihum assumiu a secretaria de agricultura com a missão de continuar adotando as políticas municipais voltadas, sobretudo para o fortalecimento dos agricultores e da zona rural. Na ocasião, o prefeito Alexandre Arraes destacou o importante trabalho desempenhado pelo ex-secretário Maurício Lago e desejou boas vindas ao novo secretário na qual classificou “de amigo valoroso e que muito vai contribuir nesses meses que estará à frente da pasta”.
Braza Bihum pertence a uma família tradicional em Araripina que sempre participou da vida política e social do município. O seu pai, Zé Bihum, exerceu mandato de vereador em Araripina. A sua posse foi prestigiada por seus familiares.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Zona rural de Araripina beneficiada na administração Alexandre Arraes



A prefeitura de Araripina nunca investiu tanto em recuperação de estradas e ladeiras da zona rural como na administração do prefeito Alexandre Arraes.

Por todo o município, por mais distante da sede que fosse o sítio ou comunidades, a prefeitura através da secretária de infraestrutura atendeu aos anseios da população, dando mais conforto e mobilidade, no deslocamento entre a cidade e a zona rural.

Dilma não quer cair nos braços de Moro

A uma semana do início da votação final do impeachment no Senado, a abertura de um inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) para investigar Dilma Rousseff é uma notícia negativa para a presidente afastada.
Mas o jogo no Senado não será alterado por essa decisão do ministro Teori Zavascki, que autorizou investigação contra Dilma, o ex-presidente Lula, os ex-ministros José Eduardo Cardozo e Aloizio Mercadante e os ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Francisco Falcão e Marcelo Navarro. Falcão presidente o STJ.
Pessoas próximas à presidente acharam melhor que Teori Zavascki determinasse a abertura de inquérito, algo que seria mesmo inevitável, enquanto Dilma ainda tem foro privilegiado. A reação da assessoria foi considerar o inquérito “importante para elucidar os fatos”.
Com a provável aprovação do impeachment, Dilma perderá o foro, mas haverá, como Lula tem feito, uma tentativa de manter o caso dela no Supremo. Pior, imaginam auxiliares de Dilma, seria esse tema ser analisado pela primeira instância da Justiça Federal e cair diretamente nas mãos de Sérgio Moro. (Kennedy Alencar)

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Lula: Aloysio quer mudar lei para reprimir a mulher

Ex-presidente Lula em ato pelos dez anos da Lei Maria da Penha em Santo André
Folha de S.Paulo - Catia Seabra
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva provocou o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), insinuando que o tucano defende mudanças na Lei Maria da Penha para reprimir a própria mulher.
Ao discursar, nesta segunda (15), em ato pelos dez anos da Lei Maria da Penha, Lula criticou a proposta defendida por Aloysio, que é relator do assunto na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.
O novo texto permite que medidas para proteção de mulheres vítimas de violência doméstica sejam adotadas pelos delegados –hoje essa é uma prerrogativa dos juízes.
"O senador Aloysio Nunes, um homem que foi da UNE, que se diz de esquerda, avançado e socialista, é um troglodita. Quer mudar a lei certamente para reprimir a mulher. Ele quer fazer alguma coisa com ela e, por isso, mudou a lei", disse.
Segundo o projeto, o delegado pode aplicar medidas protetivas em caso de risco iminente à mulher e deve comunicar tal decisão a um juiz em até 24 horas, para que o magistrado possa manter ou reverter a decisão.
Movimentos feministas, porém, veem a alteração com ressalva e afirmam que o tema deve ser melhor debatido. Além disso, argumentam que a medida desequilibraria o sistema jurídico e reforça os poderes da polícia.
Antes de criticar Aloysio, Lula afirmou que, em muitos casos, o agressor não é condenado e a vítima não tem coragem de denunciar.

Morre Elke Maravilha

Morreu no Rio de Janeiro, no início da madrugada desta terça-feira (16), a atriz Elke Maravilha. Ela estava internada na Casa de Saúde Pinheiro Machado, em Laranjeiras, na Zona Sul, desde o dia 20 de junho.
De acordo com seu irmão, Frederico, Elke, de 71 anos, foi operada de uma úlcera e ficou em coma induzido. A atriz morreu por volta de 1h. A família ainda não definiu data e local do sepultamento.
Antes de ser internada Elke vinha se apresentando pelo país com o espetáculo "Elke canta e conta", onde falava de passagens de sua vida desde a infância na Rússia, os casamentos, a vida como modelo e apresentadora. Elke Grunnupp nasceu na Rússia, em 1945. Chegou ao Brasil ainda criança com os pais, para morar em Minas Gerais.Começou como modelo e manequim, aos 24 anos.
A carreira em televisão começou na “Discoteca do Chacrinha”. Depois fez novelas, filmes e peças. Passou seis dias presa durante o regime militar por desacato após rasgar um cartaz de procurado com a foto do filho da estilista Zuzu Angel, para quem desfilava.
Foi também secretária, bibliotecária, bancária, professora, tradutora. Casou-se várias vezes, já disse ter feito aborto, foi rainha de associação de prostitutas no Rio, estrela do cinema e viveu a vida intensamente.
Em entrevista ao G1, em junho de 2015, afirmou que ainda tinha muito o que fazer e muito o que aprender. No seu perfil no Facebook foi postada a seguinte mensagem pelo administrador da página: "Avisamos que nossa Elke já não esta por aqui, conosco. Como ela mesma dizia, foi brincar de outra coisa. Que todos os deuses, que ela tanto amava, estejam com ela nessa viagem. 'Eros anikate mahan' (O amor é invencível nas batalhas). Crianças: conviver é o grande barato da vida,aproveitem e convivam'".

Recife terá disputa acirrada com sete candidaturas

Ao todo, sete candidatos disputarão o maior colégio eleitoral de Pernambuco

Carlos Augusto Costa (PV), Daniel Coelho (PSDB), Edilson Silva (PSOL), Geraldo Julio (PSB), João Paulo (PT), Priscila Krause (DEM), Simone Fontana (PSTU)
Com sete candidaturas, a eleição no Recife promete ser intensa. O prefeito Geraldo Julio (PSB), o ex-prefeito João Paulo (PT), o deputado federal Daniel Coelho (PSDB), os deputados estaduais Priscila Krause (DEM) e Edilson Silva (PSOL), o engenheiro Carlos Augusto Costa (PV) e a professora Simone Fontana (PSTU) ganham, oficialmente, as ruas da Capital pernambucana a partir desta terça (16).
Após ser eleito em 2012 com o capital eleitoral do seu padrinho político, ex-governador Eduardo Campos (PSB), no primeiro turno, o prefeito Geraldo Julio vai precisar andar com as próprias pernas para se reeleger. Para isso, o gestor contará com a ajuda de uma tropa de 20 partidos e do vice-prefeito Luciano Siqueira (PCdoB).
Há oito anos afastado do Palácio Capibaribe, o ex-prefeito João Paulo entra na campanha, com o vice, deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB), tentando superar o desgaste do partido e as últimas derrotas nas urnas - como vice, em 2012, e ao Senado, em 2014 -, mas apostando no recall dos dois mandatos (2001-2008) na PCR, de onde saiu com avaliação positiva de cerca de 60%. Ainda em processo de construção do programa de governo, com rodadas de debates segmentadas, intituladas de Cirandas, o petista afirmou que privilegiará a área social, reestruturando os programas de governos que deixou ao sair da PCR e implementando outros. Ele conta com apoio de cinco legendas.
Apostando no recall da última eleição municipal, em 2012, na qual ficou em segundo lugar, o deputado federal Daniel Coelho (PSDB) disputará o pleito com o apoio do PSL, que indicou o empresário Sergio Bivar como vice. Crítico da gestão municipal, o tucano defende uma maior eficiência da PCR. Entretanto, ele só deverá apresentar o programa de governo no último mês de campanha.
Debutante em eleições majoritárias, Priscila possui experiência de três mandatos consecutivos de vereadora do Recife (2004-2014) e o atual mandato de deputada estadual. Filha do ex-governador e ex-prefeito Gustavo Krause, a democrata defende a bandeira liberal. “A Prefeitura (do Recife) é grande, pesada e é cara e ela precisa ser reestruturada para que a gestão tenha agilidade de responder as necessidades da população”, avalia a democrata, que terá na vice o empresário Alcides Cardoso (PMN), estreante em disputa eleitoral.
O deputado estadual Edilson Silva (PSOL) está no seu primeiro mandato eletivo como deputado estadual, mas é um velho conhecido em disputas majoritárias - concorreu ao Governo em 2006 e 2010 e à PCR em 2008. Com a vice, a professora Luciana Cavalcanti (PSOL), vai priorizar a resolução de entraves na educação, na segurança pública, na mobilidade e na moradia. “Temos que atuar nos públicos mais vulneráveis e que mais precisam da nossa presença”, afirmou.
Já a professora e dirigente do Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere), Simone Fontana (PSTU), disputará sua quarta eleição, após ter concorrido ao Senado Federal, em 2010 e 2014, e à Câmara Municipal do Recife, em 2012. Na sua vice, o professor José Mariano (PSTU). O foco da candidatura será a classe trabalhadora e as minorias.

A cobrança de Câmara

    
Em entrevista ao jornal “O Valor”, o governador Paulo Câmara (PSB) cobrou, urgentemente, alternativas aos pleitos dos demais governadores do Nordeste que pedem uma compensação para os Estados mais endividados pelas perdas provocadas pelas reduções no Fundo de Participações dos Estados (FPE). "Chegou a hora de o Governo apresentar definições", cobrou. Para ele, não existe movimento dos governadores visando retaliar o governo federal, com a retirada do apoio ao projeto de renegociação das dívidas estaduais.
Apesar do texto base do projeto ter sido aprovado na semana passada, os destaques serão votados separadamente. O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), segundo Câmara, está tentando articular uma reunião entre as bancadas do Norte e do Nordeste com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para tratar do assunto.
O socialista destaca que a alternativa proposta pelo governo de usar recursos provenientes da repatriação de dinheiro no exterior para compensar os Estados menos endividados não é a ideal. "É uma alternativa que envolve muita imprevisibilidade porque não se sabe qual o montante de recursos que vai ser repatriado", avaliou.
Para o governador, uma alternativa seria o Governo permitir que os Estados pudessem voltar a contrair créditos por meio de empréstimos. Somente Pernambuco possui uma carteira de projetos avaliada em cerca de R$ 2 bilhões que poderiam sair do papel caso pudesse contrair novos empréstimos. "Não temos a ilusão de conseguir um empréstimo de R$ 2 bilhões, mas um de R$ 500 milhões já seria positivo", afirmou.
Falando ao blog, o governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), deixou clara a intenção dos gestores nordestinos diante da renegociação da dívida pública junto à União. Eles buscam algum tipo de compensação por parte do Governo Federal. Estados solicitaram uma ajuda emergencial de R$ 14 bilhões. Segundo ele, Meirelles disse que ia analisar as solicitações dos Estados e se comprometeu em estudar.
Os pleitos giram em torno de uma compensação do Fundo de Participação dos Estados. Renan Filho lembrou que a crise castiga os Estados na queda de arrecadação. Na avaliação dele, o Governo Federal está em busca da confiança que o Brasil precisa para retomar o crescimento. A ajuda emergencial solicitada pelos governadores do Piauí, Ceará, Bahia, Maranhão, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte é de R$ 14 bilhões.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Câmara de vereadores de Araripina concede honraria a participantes do Grupo Todos Por Maria


A câmara de vereadores de Araripina, através dos vereadores Francisco Edivaldo e João Dias concedeu honraria aos participantes do "Grupo Todos Por Maria" criado pela Secretaria Especial da Mulher, que tem como titular da pasta a advogada Maderleide Oliveira, que também faz parte do grupo, a honraria concedida a Dra. Katyanna Muniz - Delegada DCP, ao Dr. Jandercleison Pinheiro Jucá - Juiz da Comarca, Dr. Manoel Dias Neto - Promotor de Justiça e Dr. Wlisses Menezes - Advogado Tributarista.

Um título merecido a estas notoriedades que fazem parte do Grupo "Todos por Maria" criado com o objetivo de desenvolver um trabalho voluntário com o intuito de garantir os direitos da mulher.

Vale salientar, que além dos citados, fazem parte do grupo a advogada. Marianna Castro - NAJ, o Dr. André Lage - Advogado Criminalista, o comandante da Cia de Polícia de Araripina Capitão Barros a Dra. Gabriela Reis Batista, Presidente da OAB Araripina.







ACE - PMA

Secretaria de saúde de Araripina distribui tampas e telas para cobrir reservatórios de água


A prefeitura de Araripina em parceria com o governo do estado, através da secretaria de saúde, tem distribuído telas e tampas para cobrir reservatórios de água nas residencias por todo o município, com o objetivo de evitar a proliferação do mosquito causador de várias doenças como Dengue, Zika e Chikungunya. Com todo trabalho que a secretaria de saúde tem feito com os Agentes de Endemias,  o índice de infestação medido pelo LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti) baixou consideravelmente de 12,3 para 2,9.




ACE - PMA

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Eduardo Campos completaria hoje 51 anos


O ex-governador de Pernambuco Eduardo Henrique Accioly Campos, se estivesse vivo estaria completando hoje 51 anos, por dois mandatos, presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e candidato à Presidência da República nas eleições presidenciais de 2014

Neto de Miguel Arraes de Alencar, Eduardo desde cedo conviveu com nomes emblemáticos da política local e nacional. Campos era graduado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Aprovado no vestibular desta instituição com 16 anos, concluiu a faculdade aos 20, sendo também orador da turma.

Sua morte ocorreu na manhã de 13 de agosto de 2014, quando o jato em que viajava do Rio de Janeiro a Guarujá caiu em um bairro residencial de Santos.

Nesses quase 08 anos de mandato em que foi governador, o estado de cresceu em ritmo acelerado, Pernambuco teve um crescimento de 2,3% no ano de 2012 em relação ao seu Produto Interno Bruto (PIB), atingindo os R$ 115,6 bilhões; O resultado superou o registrado pela economia brasileira no mesmo período, cujo incremento foi de apenas 0,9%, a economia pernambucana cresceu em 2013  4,5%, superando a média nacional.

Campos filiou-se ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) em 1991. No mesmo ano, foi eleito deputado estadual e conquistou o Prêmio Leão do Norte concedido pela Assembleia Legislativa de Pernambuco aos parlamentares mais atuantes.

Em 1994, Campos foi eleito deputado federal com 133 mil votos. Pediu licença do cargo para integrar o governo de Miguel Arraes como secretário de Governo e secretário da Fazenda, entre 1995 e 1998. Neste último ano voltou a disputar um novo mandato de Deputado Federal e atingiu o número recorde de 173 657 votos, a maior votação no estado.

Por três anos consecutivos, esteve na lista do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) entre os cem parlamentares mais influentes do Congresso.

Eduardo Campos ocupou o Governo de Pernambuco durante sete anos (2007–2014). Na primeira gestão, destacam-se projetos e obras estruturadoras do governo Federal como a ferrovia Transnordestina, a Refinaria de Petróleo Abreu e Lima, a fábrica de hemoderivados Hemobrás e a recuperação da BR-101.


O socialista colocou as contas públicas na internet com o Portal da Transparência do Estado, considerado pela ONG Transparência Brasil o segundo melhor do país, entre os vinte e seis estados da federação e o Distrito Federal. O estado de Pernambuco cresceu acima da média nacional (3,5% em 2009) e os investimentos foram de mais de R$ 2,4 bilhões em 2009, contra média histórica de R$ 600 milhões/ano. A administração foi premiada pelo Movimento Brasil Competitivo.

Na segurança pública, houve redução dos índices de violência com a implantação do programa Pacto pela Vida. O número de homicídios no estado sofreu uma queda 39,10% desde o início do programa. Além disso, 88 municípios pernambucanos chegaram a uma taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) menor que a média nacional, que é de 27,1 por 100 mil habitantes. A redução também ocorreu com crimes como roubos e furtos. Entre 2007 e 2013, houve uma diminuição de 30,3% neste tipo de delito no estado.

Acompanhando as dificuldades que passava os municípios Pernambucanos Eduardo criou o FEM (O Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal).

Em Araripina o ex-governador deixou muitas obras estruturadoras vale ressaltar, as rodovias asfaltadas que ligam os distritos do Bom Jardim do Araripe, Nascente e Gergelim, a perimetral totalmente recuperada com iluminação, pista para caminhada e ciclovia, recuperação do hortifrutigrangeiro, construção da Escola Técnica Estadual (ETE) e o Centro de Hemodiálise que fica no Hospital e Maternidade Santa Maria.

Luciano Capitão disse em entrevista que pedido de impeachment é mentira

O Presidente da câmara dos vereadores de Araripina, o vereador Luciano Capitão, disse hoje (10) em entrevista a Martinho Filho, que entrou ao vivo no programa de Roberto Gonçalves,  que não existe nenhum pedido de impedimento (impeachment), protocolado na casa contra o prefeito de Araripina Alexandre Arraes, e ainda declarou que é uma emissora de rádio que anda espalhando boato.

Luciano disse ainda que algumas rádios estão espalhando informações  erradas, que colocou seu nome em jogo, continuou, para a população prestar bem atenção "nessa rádio" que passam informações usando de má-fé e pediu para essas emissoras terem compromisso com a verdade.

Maria Augusta disse que o esse pedido de impedimento é politico

A ex-vereadora Maria Augusta, disse hoje (10), em entrevista a Martinho Filho, que esse pedido de impedimento que falou o vereador Evilásio Mateus é para agradar o novo aliado de seu grupo o vice prefeito Valmir Filho, que é estranho fazer agora, porque não fez antes, só se for para o vice assumir pelo ou menos por um dia, disse a ex- parlamentar em tom de crítica.


terça-feira, 9 de agosto de 2016

Vereador em atitude desesperada tenta manobra política do impeachment do prefeito Alexandre Arraes




O vereador Evilásio Mateus que faz parte do grupo do ex deputado Raimundo Pimentel candidato a prefeito de Araripina partiu para o desespero com uma manobra política desesperada e vexatória, pedindo o impeachment do prefeito de Araripina sem nenhuma base e sustentação jurídica.

O que mais impressiona nessa  manobra de politicagem rasteira, é que todas as contas do gestor Alexandre Arraes estão aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado, e sem nenhum processo em andamento que justifique a atitude sem coerência do parlamentar.

O  motivo de tanto alarde e encenação do vereador, só pode ser atribuído a uma manobra política com a aproximação do pleito municipal para desestabilizar o governo,  ficando o assunto massificado na imprensa e redes sociais, assim o vereador também seria lembrado para garantir sua releição, agradando também as novas adesões de seu palanque.

A saúde do muncípio é bem cuidada na Administração de Alexandre Arraes


A prefeitura de Araripina na administração do prefeito Alexandre Arraes através da secretaria de saúde, fez, o que nenhum prefeito fez pela saúde do município, foram entregues 11 novas unidades da saúde, sendo 09 Estratégias e 02 Unidades Básica, na zona urbana foram entregues unidades de ESFs no bairro Cavalete I, Alto da Boa Vista, bairro José Martins Vila Santa Maria e reforma e novos equipamentos no Cento de Saúde Dr. José Araújo Lima.

Na zona rural foram entregues ESFs nos distritos de Nascente, Morais, Serrania, sítio Santana, UBS na Lagoa de Dentro e sítio Sipaúba.


Foram implantados vários programas de saúde em parcerias com  o Hospital e Maternidade Santa Maria, como Centro de Testagem e Acolhimentos da AIDS, Leitos para Saúde Mental e inclusão de 06 médicos do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica, através do governo do estado o Centro de Hemodiálise e o recurso de um milhão de reais para novos leitos. 


Com um ônibus a prefeitura tem percorrido muitos quilômetros e  levado saúde nos lugares mais longínquos do município no campo e nas comunidades, assim atendendo milhares de pessoas.

A secretaria de saúde entrou na guerra contra as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e criou no Centro de Saúde Dr. José Araújo Lima  um Centro de Atendimento para combater as doenças Zika, Dengue e  Chikungunya, é a prefeitura de Araripina investindo na saúde, sempre pensando em quem mais precisa.



ACE - PMA - Imagens Fabiano Alencar

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Delação da Odebrecht atinge José Serra

PT pedirá o afastamento imediato do ministro das Relações Exteriores

Funcionários da Odebrecht afirmam que Serra recebeu R$ 23 milhões de caixa dois
O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disse, neste domingo (7), que a oposição no Senado ao presidente interino, Michel Temer, pedirá o afastamento imediato dos dois ministros citados em pré-acordo de delação premiada da Odebrecht na Operação Lava Jato - o das Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP), e o da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB-RS). Reportagem da Folha de S.Paulo revelou que funcionários da empreiteira afirmaram a investigadores da Lava Jato que a campanha de Serra à Presidência, em 2010, recebeu da empresa R$ 23 milhões por meio de caixa dois. O ministro nega irregularidades e afirma que sua campanha ocorreu dentro da lei.

A revista “Veja” também afirmou, na edição desta semana, que a Odebrecht deverá dizer, em uma eventual delação, que o dono da empresa, Marcelo Odebrecht, participou em 2014 de um almoço no Palácio do Jaburu com Temer e Padilha no qual o atual presidente interino teria pedido “apoio financeiro” às campanhas do PMDB, o que teria resultado no pagamento de R$ 10 milhões “em dinheiro vivo” entre agosto e setembro do mesmo ano. Eles negam a acusação. O presidente interino confirmou que se encontrou com Odebrecht em 2014 para discutir financiamento eleitoral, mas que todas as doações foram declaradas ao Tribunal Superior Eleitoral.

“Veja” divulgou ainda que, em outro acordo de delação em andamento, o marqueteiro de campanhas do PT João Santana deverá dizer que a presidente afastada, Dilma Rousseff, participou pessoalmente de operações de caixa dois na campanha de 2014.

Impeachment
Lindbergh Farias também defendeu a suspensão do processo de impeachment contra Dilma. Embora reconheça como pequena a chance de uma paralisação do processo, o senador afirmou que as novas denúncias “mudam o clima político no País”. “Aumenta a chance de dialogar com os senadores que estão com muitas dúvidas. Esse agosto pelo jeito vai ser outro agosto dramático na história do país. Caiu a máscara. Houve a vaia do Maracanã (contra Temer, na abertura da Olimpíada) e agora essa acusação (da Odebrecht contra o presidente interino)”, disse o senador.

Segundo ele, as novas denúncias também fazer “cair um pouco a narrativa de que o PT é uma organização criminosa”. “Esses novos fatos dão um discurso para a gente e fazem aumentar a chance de mudar o voto dos senadores”, pontuou Lindbergh, que é membro da Comissão de Impeachment no Senado. Sobre a alegação de Serra de que suas contas de campanha de 2010 estavam sob responsabilidade do PSDB, Lindbergh disse “que isso não tira a força da denúncia contra ele”.

GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO SERTÃO DO ARARIPE (VI FÓRUM EJA)

No ultimo dia 04/08 A GRE Sertão do Araripe realizou o VI FÓRUM: “ 20 anos EJA como modalidade: na LDB 9.394/96 e na Pratica?
O evento teve como objetivo promover discussões, para aprofundamento de temáticas relacionadas às politicas públicas da EJA e socializar experiências e praticas de professores e alunos.



O evento contou com a brilhante apresentação da banda Maestro Álvaro Campos, apresentação GRE Araripe e EJA: Desafios e práticas, Claudinês de Carvalho Mendes- chefe da unidade da Educação de Jovens Adultos, e correção UJE GRE Araripe. Richard Santiago representando o SESC LER Araripina.



Apresentação do Projeto: Evasão nunca mais, Maria Gorete Silva- Gestora da EREM Luiz Gonzaga, Palestra, 20 anos EJA como modalidade: na LDB 9.394/96 e na Pratica?
Hugo Manoel Reis da Silva- Coordenador da ação formativa para professores- SEDUC/GEJA.
Palestra, Tárcio Thiago Lopes Silva- Coordenador NUPEA e PROEJA.




A Gerente da GRE – Sertão do Araripe, Itamara Ramos agradeceu a presença de todos e afirmou que precisará de todos para fazer uma gestão presente e aberta ao diálogo. “Vamos percorrer as escolas do Araripe e conversar com diretores e professores objetivando melhorar a cada dia a educação do Araripe”, destacou.