quinta-feira, 9 de agosto de 2018

PF: desafio da segurança de candidatos à Presidência

Quantidade de agentes destacados seria insuficiente para a missão
Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo
A Polícia Federal quebra a cabeça diante do desafio de garantir a segurança de todos os candidatos à Presidência da República até 7 de outubro. Há uma preocupação com a quantidade de agentes destacados —que seria insuficiente para a missão.
 “É uma mega-estrutura”, diz o ministro Raul Jungmann, da Segurança Pública. “Não temos como dar cobertura a todos os candidatos o tempo todo”, afirma.
Jungmann dá um exemplo: “Temos 12 policiais federais disponíveis para a segurança dos candidatos em SP. Se todos os presidenciáveis resolverem ir para o estado no mesmo dia, o que fazer?”
A instituição estuda como cumprir a obrigação já que todos os que vão disputar têm direito à segurança, independentemente do grau de conhecimento de que gozam e do percentual que atingem nas pesquisas eleitorais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário