quarta-feira, 6 de junho de 2018

Vídeo na prisão: juíza Lebbos ainda no rastro de Lula

A juíza Carolina Moura Lebbos, responsável pela execução da pena de Lula, avisou que precisará de prazo para decidir se autoriza o PT a gravar vídeos na prisão.
Com isso, dirigentes do partido já descartam a possibilidade de exibir um filme no lançamento da candidatura do petista, na sexta (8), em Contagem (MG). Vão ler uma carta.
Enquanto isso, ao afirmar que poderia abrir mão da disputa pelo Planalto em nome da união da esquerda, Manuela d’Ávila (PC do B-RS) enviou um recado direto para o PT: se a sigla não se dispuser a discutir uma alternativa a Lula, poderá acabar ficando só.
Manuela e Ciro Gomes (PDT) têm mantido conversas frequentes.(Daniela Lima- Folha Painel

Nenhum comentário:

Postar um comentário