quinta-feira, 21 de junho de 2018

Após tiroteio no Ibura, polícia prende um dos homicidas mais procurados

Fábio Américo de Queiroz, o "Calango", de 38 anos, suspeito procurado pela polícia, foi baleado e está internado no Hospital da Restauração, na área central da capital
Tenente Coronel Paulo Matos, Comandante do 19º Batalhão
Tenente Coronel Paulo Matos, Comandante do 19º BatalhãoFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco
Um dos suspeitos de chefiar grupos de tráfico e homicídios mais procurados pela Polícia Civil de Pernambuco foi capturado na manhã desta quarta-feira (20) após troca de tiros na Comunidade dos Milagres, no bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife. Fábio Américo de Queiroz, o "Calango", de 38 anos, foi baleado e está internado no Hospital da Restauração, na área central da capital. Nessa terça (19), a polícia divulgou imagens do suspeito para facilitar a captura.

Em coletiva de imprensa, o tenente-coronel Paulo Matos, comandante do 19º Batalhão da PM, detalhou o episódio que deixou três mortos e duas pessoas feridas, entre elas, um cabo que atua há nove anos no Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati) do 19º BPM que não teve o nome revelado por questões de segurança. Ele foi baleado na parte posterior da coxa direita, mas já recebeu alta.
"Nossa guarnição foi informada que, no local, teria um veículo com seis elementos e que se tratavam de homicidas. Nossa equipe chegou lá, deu voz de prisão e foi recebida a tiros, quando um dos nossos policiais foi alvejado", explicou o tenente-coronel.

Na troca de tiros, três suspeitos, cujas identidades não foram reveladas, morreram. Rodrigo da Silva Falcão, de 22 anos, que respondia em liberdade por homicídio, se entregou. Dois suspeitos, entre eles Calango, fugiram para uma mata, onde aconteceu um segundo confronto. 
Com a fuga para a mata, o 19° BPM solicitou apoio do Grupamento Tático Aéreo, 6° BPM e da Rádio Patrulha. No local, Fábio Américo de Queiroz, o "Calango", foi baleado e capturado, e o outro suspeito fugiu. Segundo a polícia, Fábio é fugitivo da Penitenciária Barreto Campelo e tem sete passagens pela polícia por tráfico e homicídio. Suspeita-se ainda que ele foi o responsável pelas três mortes que ocorreram no início deste mês na Comunidade dos Milagres.

Na operação, a polícia apreendeu o carro usado pelos suspeitos, duas pistolas, uma espingarda, um revólver calibre 38, sete munições e um carregador. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário