quarta-feira, 30 de maio de 2018

Ceasa-PE teme desperdício de alimentos em caminhões parados

Centro de Abastecimento pernambucano é um dos poucos em funcionamento diante da crise que afeta o país
Baixa movimentação no Ceasa-PE diante da crise dos combustíveis
Baixa movimentação no Ceasa-PE diante da crise dos combustíveisFoto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco
O presidente do Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa) alertou para o desperdício dos alimentos que estão em caminhões parados. Em entrevista à Rádio Folhanesta terça-feira (29), Gustavo Melo informou que recebeu um caminhão, na última segunda (28), com 80% das laranjas estragadas. "Os caminhões estão parados há muito tempo. A gente sabe que frutas e hortícolas são muito perecíveis. A gente vai ter um grande desperdício", revelou.

De acordo com ele, em uma terça normal, o Centro recebe cerca de 500 caminhões. "Hoje, recebemos menos de 200 caminhões. Já registramos queda nas vendas de 45%", revelou Gustavo. No entanto, ele informou que o Ceasa de Pernambuco é um dos poucos do Brasil que ainda funciona. 

"O colapso não está no nosso planejamento. A dificuldade, agora, é batata e laranja. Mas temos outras ofertas para a população. A estiva está bem tranquila, bem justa. Arroz, feijão, açúcar e macarrão também", detalhou o presidente do Ceasa-PE. Ele segue otimista e acredita que a situação deve melhorar nos próximos dias.

Leia também:
Ceasa registra redução de abastecimento de alimentos nesta segunda
Estradas têm protestos de caminhoneiros nesta terça
Conab lança chamada pública para contratar caminhoneiros autônomos

Gustavo Melo também destacou que os comerciantes do Ceasa-PE têm dado aula de cidadania. "Diferentemente do que alguns postos fizeram com o combustível, os comerciantes daqui não extrapolaram os preços. A batata aumentou porque ela vem de Minas Gerais. Os produtos que vêm de fora, como a batata, laranja, cebola e cenoura, sofrem um impacto financeiro. Mas os comerciantes aqui tiveram bom senso", comemorou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário